Elio Sant'Anna Elio Sant'Anna Author
Title: Primeira apresentação dos Beatles nos EUA completa 50 anos, e o legado da banda será eterno
Author: Elio Sant'Anna
Rating 5 of 5 Des:
Longe de serem "engravatados certinhos", essa era a postura dos Beatles antes de Brian Epstein As cortinas se abriram em mead...
Longe de serem "engravatados certinhos", essa era a postura dos Beatles antes de Brian Epstein

As cortinas se abriram em meados dos anos 60 quando quatro rapazes do noroeste da Inglaterra se juntaram para formar uma banda. Depois de uma longa jornada nos clubes de Hamburgo, os Beatles foram apresentados a Brian Epstein que, como primeiro empresário do grupo, sugeriu mudanças na postura e figurino.
Após terem sido rejeitados pela gravadora Decca, os meninos assinaram um contrato com a EMI e então, conheçam o Abbey Road Studios.



O primeiro disco foi gravado em apenas um dia e em 1963 "Please Please Me" alcançou o primeiro lugar na Inglaterra. Com todo o sucesso que a banda conquistava, não era possível restringi-los ao Reino Unido e então, em 7 de fevereiro de 1964, os garotos desembarcaram em Nova York a encontro dos 10.000 fãs que os aguardavam. Já no dia 9, o Fab Four fez sua apresentação histórica no programa "Ed Sullivan Show". Aproximadamente 74 milhões de telespectadores – cerca da metade da população americana – se reuniram para prestigiar o grupo. Durante a exibição, nenhum crime foi registrado nos Estados Unidos e George Harrison declarou "Até os criminosos pararam durante 15 minutos enquanto estávamos no ar". Serem prestigiados no maior mercado consumidor de discos do mundo foi fundamental para o reconhecimento da banda.



Apesar de alguns jornais de 64 terem escrito "Em um mês, a América os terá esquecido e vai ter que se preocupar novamente com Fidel Castro e Nikita Krushev", hoje, 9 de fevereiro de 2014, os fãs de Beatles comemoram 50 anos de Beatlemanía e o sucesso de uma das poucas bandas que tiveram suas mensagens transmitidas de geração a geração. De músicas semelhantes a cartões de dias dos namorados como "Eu quero segurar a sua mão" a ousadia de questionamentos como "Por que não fazemos isso na estrada?", da inocência das declarações de amor a críticas sociais no período da Guerra Fria; os Beatles se moldaram aos acontecimentos e com sua inovação, criatividade e talento, continuam influenciando as pessoas pois suas mensagens de amor, paz e revolução estão mais atuais do que nunca.
 



Eu tenho muito orgulho de fazer parte do fenômeno BEATLEMANÍA e dinheiro nenhum compra a satisfação de ser integrante da história e poder passar meus sentimentos a diante para permanecer as cortinas abertas e o legado vivo.
Parabéns The Beatles.


Texto: Nathalie Moreira

Postar um comentário

 
Top