Elio Sant'Anna Elio Sant'Anna Author
Title: 4 Lições que os Beatles podem nos ensinar sobre Marketing de Conteúdo
Author: Elio Sant'Anna
Rating 5 of 5 Des:
Não foi apenas na música que os  Beatles  deixaram seu legado. Podemos aprender muito com as lições da...

Imagem

Não foi apenas na música que os Beatles deixaram seu legado. Podemos aprender muito com as lições da banda em marketing de conteúdo.
Quando o assunto é marketing de conteúdo, muitos só pensam em empresas e marcas que utilizam a ferramenta para atrair clientes.
O que a maioria de nós não sabe é o fato de que ele transcende o mercado de negócios e a tática pode realmente ser encontrada em outros setores, como filmes e músicas também.
Nos anos 60, 4 jovens de Liverpool estavam no topo de ambas as indústrias. Os Beatles estavam dominando o mundo com seus hits, bem como seus filmes financeiramente bem sucedidos.
Agora que estamos na era digital em que o marketing de conteúdo se tornou uma ferramenta tão poderosa, é importante aprender com aqueles que usaram estratégias semelhantes antes de nós.
Aqui estão 4 coisas que John, Paul, George e Ringo nos ensinaram sobre o marketing de conteúdo.
the-beatles
Como podemos aplicar as lições dos Beatles ao marketing de conteúdo?

#1. Mantenha-se centrado

Não é nenhum segredo que os Fab 4 eram idolatrados por seus fãs. Além de seu estilo de moda e personalidades tolas e charmosas, a banda foi capaz de fazer isso, concentrando suas músicas em seus ouvintes.
De toda sua discografia, cerca de 44 títulos de faixas incluem a palavra “você” ou “seu”.
Criar músicas centradas nos ouvintes é importante para se conectar com os fãs, e isso também é verdade para a criação de conteúdo.
Ao concentrar-se em sua base de fãs, ou público-alvo, você terá muito mais sucesso quando se conectar com as pessoas.

#2. Reaproveite

Antes dos Beatles serem famosos nos Estados Unidos, eles já tinham construído uma grande quantidade de hits na Inglaterra.
Isso serviu como uma tática muito poderosas, uma vez que eles foram capazes de liberar músicas antigas, bem como as mais recentes, fazendo parecer como se estivessem colocando para fora seus sucessos mais rápido do que qualquer banda.
Ao criar conteúdo, é importante que você crie uma estratégia de distribuição para espalhar continuamente o seu trabalho através de vários canais.
Para fazer isso de forma mais eficaz, você deve estudar as análises de conteúdo anterior para avaliar os melhores horários e canais para publicar conteúdo.

#3. O rompimento não é ruim

Embora a banda estivesse juntas a uma década, cada membro era capaz de ter uma carreira solo de sucesso.
Eles não apenas continuaram a criar música, mas também foram capazes de crescer em diferentes direções e atrair diferentes tipos de fãs.
Trabalhar sobre o conteúdo com uma equipe pode ser útil, as às vezes trabalhar sozinho permite que novas ideias fluam.
Quando a sua equipe de conteúdo passa por um obstáculo, ou está tendo dificuldades em chegar em um acordo sobre uma direção, deixe que cada membro siga o seu próprio caminho e você pode ser capaz de captar um novo público que nunca teria atingido trabalhando juntos.
beatles 
Quando você produz conteúdo focado em seu leitor, você consegue criar uma comunidade.

#4. Inicie uma revolução

Além de realmente ter uma canção intitulada Revolution, os Beatles são conhecidos por terem sido a banda que mudou o jogo e tomou o mundo de assalto com seu movimento.
Além de política, eles também mudaram o jogo da música. Você já deve ter visto os vídeos da banda quando ela subia ao palco, e a loucura que criavam em seu público.
Por que não fazer o mesmo com seu conteúdo?
Algumas maneiras de fazer isso envolvem a criação de vídeos divertidos em vez de apenas palavras, interagindo com os usuários exclusivamente em redes sociais ou até mesmo oferecendo a promoção através de brindes grátis.
Quando você pensa que o seu marketing de conteúdo atingiu o seu máximo potencial, ou talvez não está surtindo efeito, lembre-se dos Beatles e mude todas as suas táticas de produzi-lo.

Fonte: Design e Chimarrão ou Social Mouths in English

Postar um comentário

 
Top