Elio Sant'Anna Elio Sant'Anna Author
Title: Sony é processada pelo documentário sobre os Beatles
Author: Elio Sant'Anna
Rating 5 of 5 Des:
A empresa dos EUA processou a Sony/ATV e a empresa Apple Corps dos Beatles em uma disputa sobre um novo documentário cobrindo o primei...
A empresa dos EUA processou a Sony/ATV e a empresa Apple Corps dos Beatles em uma disputa sobre um novo documentário cobrindo o primeiro concerto dos quatro fabulosos no EUA em Washington em 1964.O processo, aberto no tribunal de Nova York na semana passada , é realmente um retrabalho de uma ação judicial antes da mesma empresa perseguiu , mas depois retirou-se na jurisdição californiana.
Ace Arts LLC adquiriu as imagens do show de Washington e usou-o como o núcleo de um documentário sobre a primeira viagem para os EUA dos Beatles. De acordo com a ação judicial da empresa , ele se reuniu com a Apple Corps , que confirmou que, embora controla a marca da lendária banda e ( sob a lei dos EUA ), direitos de publicidade,que não possui os direitos autorais na gravação ao vivo.
Os direitos autorais muitas das músicas executadas no show , por sua vez , são controlados pela Sony/ATV Music, que - é claro - é dono de grande parte do catálogo de Lennon/McCartney.Para o efeito da Ace Arts LLC chegaram a um acordo de licenciamento com a publicação principal , e na parte de trás , que investiu mais de um milhão no total de concluir seu documentário , que mais tarde chegou a um acordo de distribuição para o filme com a Screenvision Exhibition.
Mas nesse ponto, diz Ace Arts,que a Sony/ATV retirou sua licença de sincronização para uso das músicas dos Beatles,aparentemente porque ele tinha aprendido que a Apple Corps também estava planejando fazer e lançar um filme sobre e com o concerto de 1964. Parece que o contrato de licença da Sony/ATV com Ace Arts estava sujeita à aprovação da Apple Corps,permitindo que o editor recua-se, e entrar em um novo acordo com a empresa dos Beatles em seu lugar. 
Aquele outro negócio da Ace Arts ' com Screenvision ,levando ao documentarista processar a Sony , pedindo US $ 100 milhões em prejuízos para cobrir os custos incorridos na produção do documentário abortado , e as receitas que o produtor acha que poderia ter gerado que tinha o filme foram liberados. De acordo com a Lei 360 , os centros do caso sobre a lei da concorrência dos EUA , citando Sherman Act do país , e outra federal, estadual e as disposições de direito comum .
 

Postar um comentário

 
Top