Elio Sant'Anna Elio Sant'Anna Author
Title: Projetos a ser oficializados, além do "Live at BBC Vol.2"
Author: Elio Sant'Anna
Rating 5 of 5 Des:
Em alguns casos os Beatles foram os primeiros. Em outros, foram os melhores. Em outros, foram os maiores. Muitas vezes, as três coisas jun...
Em alguns casos os Beatles foram os primeiros. Em outros, foram os melhores. Em outros, foram os maiores. Muitas vezes, as três coisas juntas. Mas, para certos assuntos, simplesmente deram uma sorte danada. No caso de seu espólio, por exemplo: a banda rompeu laços no auge de sua criatividade, juventude e produtividade. E deixaram atrás de si, oito anos de trabalho absurdamente intenso que levou anos e anos para ser organizado. E essa morosidade só ajudou a transformar todo esse trabalho em mito e a manter seu frescor, 43 anos depois do fim do grupo.

O cânon só foi definido no final dos anos 80: os doze álbuns da discografia inglesa, mais o Magical Mystery Tour americano e a coletânea dupla de faixas originalmente lançadas em compactos chamada Past Masters. O acervo de gravações inéditas foi explorado de forma episódica: em 1976, para aproveitar um novo surto de beatlemania, foi lançado At The Hollywood Bowl, uma compilação de três shows no anfiteatro californiano gravada entre 1964 e 1965. Depois, apenas nos anos 90, quando a quase lendária briga da Apple com a EMI teve fim. Vieram, na sequência, Live at the BBC (1994, reunindo gravações da banda na rádio estatal inglesa) e as três coletâneas duplas da série Anthology (1995-1996). E o baú se fechou novamente.

Em 2007, a Apple anunciou o executivo americano Jeff Jones como seu novo diretor. Jones fez fama com os cuidadosos relançamentos do selo Legacy da Sony Music (notadamente o premiado trabalho sobre o catálogo de Miles Davis). O americano coordenou a remasterização do catálogo completo dos Beatles em edições em CD em 2009 e a chegada da banda ao iTunes no ano seguinte. Anunciou com estardalhaço o projeto colaborativo The Beatles Live Project (do qual pouco se falou desde o início deste ano) e, soubemos agora, voltou-se para o farto manancial das gravações da banda para a BBC.
 
A provável capa de "On air", o primeiro material inédito dos Beatles desde 1996 a ser oficializado: o que vem depois? 

A notícia, suponho, era para ser mantida em sigilo até o suculento mercado natalino, inclusive para não se chocar com o lançamento do novo álbum de Paul McCartney, cujo primeiro single, "New", foi divulgado na semana passada. Entretanto, algum (ex)funcionário da Universal Music das Filipinas, soltou no Facebook da gravadora a charmosa capa de On air – Live at the BBC Volume 2 (acima). Este é o primeiro lançamento da Apple a ser distribuído pela Universal.

Até agora, ninguém confirma nem desmente o disco. O conteúdo é outro mistério. Assim, sentimo-nos no nosso pleno direito, não apenas de especular sobre ele como sobre futuros títulos oficiais do acervo dos Beatles. Divirtam-se:

Live at the BBC Volumes 3, 4 e 5 – Das 275 gravações feitas pelos Beatles na rádio entre 1962 e 1965, 56 foram oficializadas em 1994 no primeiro volume, incluindo um original Lennon/McCartney nunca lançado oficialmente pela banda, “I’ll be on my way”. Há material interessante para mais um álbum duplo, mas o que vem depois disso é indicado apenas para completistas. O ideal é que o material completo seja disponibilizado para compra online e, eventualmente, numa caixa de luxo.

Get Back Sessions – Durante todo o mês de janeiro de 1969 os Beatles andaram em círculos num projeto de “volta às raízes” roqueiras da banda, tocando ao vivo, compondo, arranjando e gravando tudo como um reality show em áudio e vídeo. Diversas tentativas de edição desse material foram feitas (algumas chegaram ao público como o disco Let it Be de 1970, o filme de mesmo nome, o CD Let it be... naked de 2003), alguns compactos e alguns álbuns pirata clássicos (extraídos das tentativas do engenheiro de som Glyn Johns em montar um álbum decente com aquilo tudo). De fato, nada do que brotou dali, oficialmente ou não, esteve à altura do padrão beatle de qualidade. Se Jeff Jones conseguir fazê-lo no século 21, entrará para a história da música e do cinema com louvores.

Live at Hollywood Bowl: A Capitol registou os três shows da banda, na tentativa de produzir um disco ao vivo ainda nos anos 60. Os Beatles vetaram, mas relexaram em 1976, permitindo uma compilação desse material. Depois tensionaram de novo, e Live at Hollywood Bowl é o único lançamento oficial que nunca conheceu versão em CD. Eis mais uma missão difícil para Jones: publicar esse material, de preferência em sua íntegra, de preferência acompanhado de um bom documentário (sobre o momento em que os Beatles chegaram ao jet-set americano).

The Beatles Cartoons (abaixo): Produzida entre 1965 e 1967 pela ABC, a série transformava os Beatles em heróis de desenhos animados à moda d'Os Impossíveis. Dá para assistir seus 39 episódios facilmente na internet, o que significa que a Apple está perdendo dinheiro em não oficializar esse material. Desafio master mesmo seria esse box sair por aqui com a dublagem brasileira original, veiculada pela Tupi nos anos 60.

The Beatles Live Project: Pra encerrar nossa lista, um projeto que já foi anunciado, mas sobre o qual pouco se falou em 2013: o esforço de reunir, com ajuda dos fãs, tudo o que existe (de filmes e fotos caseiros a merchandising e convites) dos mais de 250 shows que os Beatles fizeram em três anos de excursões mundiais. A Apple comemorou peças preciosas - como um filme colorido do último show da banda, em San Francisco em 1966 -, mas ninguém sabe exatamente em que ponto o trabalho está.
E aí, Jeff Jones, o que você nos diz?

Fonte: MSN Música

Postar um comentário

 
Top