Elio Sant'Anna Elio Sant'Anna Author
Title: Ethan Johns conta detalhes de gravação com Paul McCartney
Author: Elio Sant'Anna
Rating 5 of 5 Des:
Início do ano passado, Ethan Johns teve um pedido especial de Paul McCartney. "Eu recebi um telefonema dizendo:" Você gostaria ...

Início do ano passado, Ethan Johns teve um pedido especial de Paul McCartney. "Eu recebi um telefonema dizendo:" Você gostaria de ir para o estúdio com Paul? '", Lembra o produtor Inglês. "E é claro que eu disse, 'Eu adoraria!"McCartney estava no processo de escolha de produtores para seu 16 º LP solo de estúdio, a ser lançado neste outono. Ele chamou Johns porque ele gostava de seu trabalho com o Kings of Leon. "Foi muito discreto", diz Johns (cujo pai é foi produtor dos  Beatles, Stones e The Who, Glyn Johns). "[A idéia era,] 'Vamos ir e sair por alguns dias, tocar um pouco de música, ter um pouco de diversão e ver o que vem com isso'".McCartney e Johns se deram bem imediatamente após o encontro no AIR Studios de Londres, onde eles gravaram uma balada chamada "Hosana" em fita analógica através de instrumentos vintage. "No primeiro dia que tivemos foi notável", diz Johns. "Ele entrou com essa música incrível, nós pegamos um par de microfones e dentro de quatro horas, tivemos este grande faixa que eu acho que fizemos uma edição entre dois takes, tinha uma sensação incrível -.. Uma peça muito sugestiva de música, uma letra muito interessante, e o desempenho foi ótimo. Então nós começamos a experimentar com ele, e eu coloquei um monte de estranheza psicodélica sobre ele. Você se diverte. 'Oh, tente isso! Faça isso! " É apenas muito inspirador estar ao redor. "Johns ficou impressionado pela forma como Paul deixou colaborar. "A primeira coisa que disse foi: 'O que você tem vontade de fazer?'", Diz Johns. "Eu poderia ter dito: 'Vamos passar o dia fazendo loops de percussão com tambor de máquinas', e ele teria dito, 'Ótimo! Vamos fazer isso!' Eu não acho que ele nunca disse 'Não', que é uma espécie de marca de quem ele é como artista, realmente. Ele está sempre pronto para tentar algo novo. "Eles continuaram trabalhando juntos "one-on-one" no Abbey Road Studios, onde McCartney contribuiu na  guitarra, baixo, bateria e peças de teclado (mais uma vez a gravação em fita); Johns contribuiu guitarra, teclas e bateria. "Foi revelador para mim, registrando Paul naquele espaço depois de ter ouvido o som dos discos dos Beatles", diz o produtor. "Ele ligado em seu baixo, eu coloquei um microfone na frente dele, subiu as escadas até a sala de controle, ligou o fader, e [o som] saiu dos alto-falantes imediatamente. Que eu não tenho que fazer nada! As pessoas ficam tão fixados no equipamento e as artes, e essas coisas são importantes - mas em última análise, o som baixo em Revolver é do Paul. Paul poderia estar togando nada e ele vai ter esse som. "
Johns e McCartney gravaram um total de quatro novas canções ao longo dos três a quatro semanas que passaram no estúdio. Ele continua a ser visto como muitas dessas canções vai acabar no álbum final, que não tem título ou data de lançamento confirmada, durante o ano passado, McCartney também cortou faixas potenciais com produtores, incluindo Mark Ronson, Paul Epworth e Giles Martin (filho do produtor dos Beatles George Martin).Fonte: Rolling Stone

Postar um comentário

 
Top